Entregamos em todo o Brasil

Frete grátis SP e grande SP para compras acima de R$ 300,00

3x sem juros no cartão para compras acima de R$ 500,00

5% de desconto à vista no boleto ou depósito, exceto nos
produtos em Oferta

Arquivo mensais:julho 2016

  • Association de Vignerons de la Côte Vaudoise - Produtores Suíços

    Exportação Suíça Brasil

    Com a Notícia que o Brasil é o primeiro país na América Latina a receber vinho suíço, a Wine Brasil não poderia ficar de fora, então preparamos um pequeno resumo sobre as principais uvas e sobre alguns produtores que despertaram o interesse na importação para América Latina e que os vinhos já são comercializados aqui no Brasil.

    Uvas

    Primeiramente vamos falar sobre as principais uvas cultivadas na Suíça para podermos ter uma ideia mais específica sobre o cultivo de cada produtor em suas propriedades.

    Chasselas

    Chasselas é uma variedade de uva branca, do gênero vitis-vinifera, que produz atualmente um dos melhores vinhos da Suíça, onde é a variedade branca mais plantada o que a torna a principal uva da Suíça.

    uva-chasselas Chasselas

    O Cantão do Vaud é onde se concentra a maior produção, com 3.000 hectares plantados.

    A origem da Chasselas sempre foi muito discutida, mas recentemente se comprovou, através de testes de DNA, que essa uva é nativa da região suíça do lago de Leman, também conhecido como Lago de Genebra, dentro do Cantão de Genebra e do Cantão do Vaud. De onde também vem a origem do nome Fendant que é o chasselas plantado no Valais.

    A variedade Chasselas gera vinhos brancos finos, elegantes, discretos, essencialmente refrescantes e com teor de álcool baixo. Umas das riquezas da Chasselas está nas características que ela transmite aos vinhos do seu terroir. Aliás a Chasselas é uma das uvas que mais expressa as peculiaridades de cada terroir onde é plantada.

    Na Suíça são encontrados diversos clones de Chasselas e cada um representa o terroir onde é cultivado.


    Gamaret

    A Gamaret é uma uva tinta criada por um cruzamento entre Gamay e Reichensteiner. Essa variedade foi criada na Suíça em 1970 pelo laboratório de pesquisa de agricultura de Pully, Vaud, e foi oficializada em 1990. Tem um vigor médio, com boa resistência à deterioração.

    Gamaret Gamaret

    Gamay

    Gamay é uma uva para vinhos tintos que nasceu na França, na região da Bourgogne. O Gamay suíço é particularmente floral, com sabor típico e particular da região Mon-sur-Rolle. Os vinhos são saborosos e leves, os aromas de cereja preta madura e de vegetação rasteira dominam seu bouquet. A cor dos vinhos geralmente é vermelho rubi claro, levemente alaranjado.

    Gamay Gamay

    Produtores e seus Vinhos

    Domaine A Villars - Philibert Frick

    O Domaine A Villars, do nome Villars, é historicamente ligado a vinícola pelos traços da estrada Romana que ainda existe dentro da propriedade. A casa foi construída no século XV e preserva até hoje a artiquitetura original. A Família Frick a adquiriu em 1950 e desde então eles cultivam 10 hectares de Chasselas com grande excelência, chamados de PURA ME MOVENT, que em latim significa “as forças que nos fazem seguir em frente”.

    chasselas-la-cote-de-bougy-villars Vinho Branco La Côte de Bougy-Villars 2015

    Château de Crans - Gilles Pilloud

    O Château de Crans esta localizado numa pequena vila chamada Crans-prés-Celigny, entre Genebra e Lausanne, na costa do lago Leman. Ele foi construído em 1765 e desde então pertence a mesma família. Do Château se tem vista sobre as vinhas, localizadas ao longo do lago Leman, em frente aos Alpes franceses, como o Mont Blanc. O Château possui uma elegante arquitetura ao estilo Louis XV, com jardins clássicos, e é tombado como patrimônio histórico da costa de Cantão do Vaud.

    O Vinho Tinto Galisse é uma combinação de três uvas cultivadas no Chateau de Crans, a Merlot, a Gamaret e a Garanoir (a Garanoir é irmã da Gamaret, ambas uvas originárias de cruzamentos criados na Suíça). Este vinho é refinado e elegante, a assinatura do Chateau de Grans . O vinho tem aroma de frutas vermelhas. É jovem, com uma acidez bem presente. Os taninos são rústicos, agudos e bem volumosos. O amadurecimento em barricas de carvalho lhe dá um leve toque de madeira com notas de cacau .

    galisse Vinho Tinto Galisse

    O Château de Crans também produz um ótimo vinho branco da uva Chasselas o elegante Chasselas de La Côte AOC Nyon.

    chasselas-de-la-cote-nyon-aoc Vinho Branco Chasselas de La Côte Nyon AOC

    Château de Mont - Propriété Naef

    O Château de Mont foi residência de vários barões suíços. No século XV pertenceu ao Duque de Savoia da França. A família Naef adquiriu o Château e suas vinhas centenárias em 1911, dando continuidade a arte da vinificação de vinhos de alta qualidade com seus Chasselas Grand Cru.

    O Gamaret do Chateau de Mont foi envelhecido 12 meses em barris de carvalho. É bem estruturado, com bouquet discreto e notas de caramelo. Na boca é denso e intenso.

    Vinho Tinto Gamaret Mont Sur Rolle Grand Cru Vinho Tinto Gamaret Mont Sur Rolle Grand Cru

    O Chasselas Mont Sur Rolle Grand Cru possui uma cor amarelo intensa com um aroma rico de Banana Madura e paladar suave e cremoso com uma bela acidez bem presente.

    Vinho Branco Chasselas Mont Sur Rolle Grand Cru Vinho Branco Chasselas Mont Sur Rolle Grand Cru

    Cave de La Crausaz - Bettems Frères SA

    A família Bettems está presente na região de Féchy desde o início do século XVII, sendo uma das famílias mais antigas da vila, com 12 gerações. Desde 1927 cinco gerações de Bettems perpetuam a viticultura e os costumes de seus ancestrais. Hoje a vinícols é gerida por Alain Bettems, sua filha Laurie e o filho Valentin, que estão se preparando para dar continuidade aos costumes da viticultura da família.

    O Chasselas de La Côte AOC Féchy é um vinho branco elegante com aroma com notas de árvores frutíferas, de maça verde e folha verde e paladar de laranja com a um amargo agradável e leve.

    Vinho Branco Chasselas de La Côte AOC Féchy Vinho Branco Chasselas de La Côte AOC Féchy

    Domaine de la Maison Blanche - Yves de Mestral

    A família De Mestral tem origem na região do Savoy, na França, mencionados pela primeira vez em 1258. Nesse época, na região Mont- Sur- Rolle, onde está a Casa Branca, Maison Blanche, a propriedade, pertencente ao duque de Savoy, era utilizada como fortaleza. Em 1528 a Maison Blanche foi construída por Jean De Mestral,  que era chefe de exército de serviços sob o comando do rei francês François I. Desde então a Maison Blanche e a vinícola passaram por gerações centenárias, mais nunca deixou de pertencer a família de Mestral até hoje.

    Gamay Mont Sur Rolle é um vinho tinto com aroma intenso que exala a fragrância de alcatrão e de floresta, seu paladar é suave com uma acidez natural podendo sentir fruto seco na boca no final do paladar, com bina muito bem com peixes grelhados e com molhos elaborados, carne vermelha e de aves.

    Gamay Mont Sur Rolle Mason Blanche Vinho Tinto Gamay Mont Sur Rolle Mason Blanche

    Chasselas Mont Sur Rolle Grand Cru é um vinho brranco seco de vinificação tradicional com segunda fermentação maloláctica, exala aromas de frutas e flores brancas, paladar suave e final longo e licoroso.

    Chasselas Mont Sur Rolle Grand Cru Maison Blanche Vinho Branco Chasselas Mont Sur Rolle Grand Cru Maison Blanche

    Blanc de Blancs Mont Sur Rolle Grand Cru Maison Blanche é um espumante de vinificação pelo método tradicional que exala aromas de frutas cristalizadas, citrus e geléia de laranja, ótimo como aperitivo, salmão defumado e frutos do mar.

    Espumante Blanc de Blancs Mont Sur Rolle Grand Cru Maison Blanche Espumante Blanc de Blancs Mont Sur Rolle Grand Cru Maison Blanche

    Les Souches de Bamajo - Bastien Suardet

    A família Suardet cultivava uvas na região de Féchy desde o século XVIII. Em 1921 a família começou a produzir vinhos em plantações onde já era praticada a filosofia da Biodinâmica, criada pelo austríaco Rudolf Steiner, até hoje é praticada por Bastien Suardet. O conhecimento de viticultura tem sido passado de geração a geração, sendo os pioneiros do cultivo biodinâmico na área de Féchy.

    Les Souches de Bamajo - Bastien Suardet

    Chasselas Féchy Grand Cru é um vinho com paladar de frutas brancas bem equilibrado e estruturado.

    Chasselas Féchy Grand Cru Bastien Suardet Chasselas Féchy Grand Cru Bastien Suardet

    A equipe da Wine Brasil espera que tenham gostado da matéria.

    Agradecimentos à Jefferson Mayetta.

  • Novidades da Suíça

    Brasil é o primeiro país na América Latina a receber vinho branco suíço.

    chasselas-suica Vinicola Chateau de Crans, na Suíça, cuja produção de vinho branco é feita a partir da uva Chasselas

    O Brasil será o primeiro país da América Latina a importar o vinho branco suíço, feito a partir da uva Chasselas, exclusivo do país europeu.

    A Suíça tem produção pequena e consumo alto. Por isso, o vinho é pouco exportado. Para efeito de comparação, o país tem 15 mil hectares de vinícolas, ante mais de 1 milhão da Espanha e 800 mil da França. Metade da área do cultivo é voltada para o vinho branco Chasselas.

    Antes do Brasil, alguns poucos exemplares foram distribuídos para Londres, Nova York e Tóquio, onde são comercializados em restaurantes especializados.

    Será o mesmo destino inicial dos produtos enviados para cá. Eles serão degustados primeiro no Rio, na Casa Suíça, na Olimpíada. Depois, em eventos em São Paulo.

    "Não procuramos mercados de massa, até porque a exportação não é suficiente", diz a brasileira Luciana Mota, da Associação de Viticultores da Costa do Lago Leman.

    O vinho Chasselas é mais suave. De acordo com Daniella Romano, que organiza a apresentação no Brasil, ele tem potencial para atrair apreciadores no verão.

    Veja a matéria completa na  Folha de São Paulo

    Fonte de publicação:

    ITALO NOGUEIRA

    Folha de São Paulo

2 Produto(s)