Entregamos em todo o Brasil O valor da Guia do ICMS será recolhido à parte conforme a alíquota de cada Estado

Frete grátis SP e grande SP para compras acima de R$ 300,00

3x sem juros no cartão para compras acima de R$ 600,00

5% de desconto à vista no boleto ou depósito, exceto nos
produtos em Oferta

Nino Franco Riva di San Floriano Valdobbiadene Prosecco Superiore Brut DOCG 2011

Mais Imagens

Nino Franco Riva di San Floriano Valdobbiadene Prosecco Superiore Brut DOCG 2011

Disponível: Em estoque

Delicioso como aperitivo e com antepastos ou pratos delicados à base de peixes e risotos, bem como com sushis e sashimis

750ml
R$216,00
ou em até 3x R$ 72,00 sem juros no valor total de compras acima de R$ 600,00
Opções Adicionais
OU
Sobre o produto

Detalhes

Este Prosecco é produzido com uva Glera (nome oficial e atual da Prosecco) do excepcional vinhedo Riva di San Floriano, um Cru com terroir fora de série, cujas videiras estão plantadas em uma íngreme encosta de colina sobre um solo rico em calcário.

"Os leitores que pensam que Prosecco não é um espumante sério devem provar este grande vinho" (Antonio Galloni, crítico da Wine Advocate, periódico criado por Robert Parker). Cor: amarelo-palha brilhante com borbulhas finas e persistentes.

Aroma: intensos perfumes frutados de pera, maçã e banana, com nuanças florais e minerais.

Paladar: na boca, os aromas captados pelo nariz se transformam em intensos sabores. Tem uma bela estrutura e densidade que, somadas à boa acidez, conferem ao vinho muita elegância e longa persistência.

Harmonização: Delicioso como aperitivo e com antepastos ou pratos delicados à base de peixes e risotos, bem como com sushis e sashimis.

Ficha técnica

Ficha técnica

Tipo de Vinho Espumante
Tipo Gustativo Brut
País Itália
Região Valdobbiadene
Produtor Nino Franco
Safra 2011
Cor do Vinho Amarelo Palha
Volume 750ml
Uvas Prosecco
Pontuação Não
Temperatura de Serviço 8°C a 10°C
Sugestão de Guarda Não
Graduação Alcoólica 10,0%
Harmonização Aperitivos, Carnes Brancas, Frutos do Mar, Grelhados, Massas
História do produtor

Deixe seu comentário